Eye Candy #5


Eu não sei se vocês se lembram de quando este menino começou a aparecer. Nossa! Que ele era tão parolinho. Ninguém dava dois tostões por ele. Embora fosse, já na altura, um actor com muito potencial, ninguém poderia adivinhar que ele se viesse a tornar muito bom, tanto a nível profissional como a nível físico.


Porque o Jake Gyllenhaal está muito muito bom a nível físico!! Ele faz-me lembrar aquela peça de roupa que uma pessoa compra sem ter bem a certeza do que está a fazer, passa anos e anos sem a vestir porque não gosta de se ver com ela e, passado uns tempos, ora porque voltou a ser moda, ora porque emagreceu e não tinha mais que vestir, ora porque a roupa estava toda na lavandaria, experimenta a dita peça e ADORA ver-se com ela. De roupa enrodilhada no fundo da gaveta, que uma pessoa conserva ainda assim (porque parece mal deitar fora uma peça que mal ou nunca se usou), passa a nº 1 na lista de amor dos outfits. É bonito! Isto da metamorfose da vida é realmente bonito...


Vi-o pela primeira vez em Donnie Drako, um filme que nunca me morou no coração. Já Zodiac, onde interpreta o papel de protagonista, é daqueles filmes que eu vejo e revejo sem nunca me fartar, não só pelo Jake mas também porque sou uma rendida ao Robert Downey Jr., cujo papel secundário está soberbo no thriller. E não esqueçamos Brokeback Mountain. Um filme que me chocou não pela relação homossexual retratada mas pela seca que aquele amor parecia ser. Um filme chato! Porém icónico. A partir daí foi um soma e segue de comédias românticas, filmes de acção e o belo do Prince of Persia: The Sands of Time que, ainda hoje, não percebo como não teve direito a sequela. 


Catarina Vilas Boas





You may also like

Sem comentários :

Digam-me de vossa justiça, revolucionários, obstinados, rebeldes e insurrectos.

Com tecnologia do Blogger.