Ouçam-me, Lindas

(A todas as raparigas belas e formosas que andam por aí a olhar para mim como se me quisessem arrancar os olhos das órbitas e comer-me o cérebro à colherada). 

Eu não sou a mais bonita, nem sequer a mais boa e, apesar de gostar de me enganar um bocadinho a esse respeito: não sou a mais inteligente. Tenho celulite e gordura localizada. Falo de mais e tenho um sotaque de meter medo. Não sou rica, não tenho estilo e o meu cabelo é uma merda. Não tenho 1649301290458360 amigos no facebook, nem 1652472843657959 likes em cada foto, os homens não falam comigo no chat e não me pagam bebidas na noite. Não há nada para invejar, lindas!! 

A não ser o meu amor próprio e genuinidade. Mas para isso têm vocês bom remédio! O caractér ou se nasce com ele ou nunca se terá... mas a postura e a atitude podem praticar em frente ao espelho e viver da aparência o resto da vida.

E só falo em inveja porque, volta e meia, bato com as pernas na beira da cama, dou topadas com os cotovelos nas portas e tenho aqui uma unha encravada no dedo grande do pé à pala de ter caído das escadas no outro dia. Só falo em inveja porque nunca vos fiz mal nenhum na vida (não comi os vossos namorados, nem lhes mandei msgs, não lhes faço likes, não me roço neles, não vos roubei o emprego ou aquela cunha manhosa da Câmara Municipal, não vos roubei dinheiro, nunca falei mal de vocês - nem nas costas nem na cara - nunca vos bati, nunca vos ignoro quando vocês me cumprimentam com aquele sorriso amarelo a que eu já estou habituada) e, mesmo assim, vocês olham-me de canto com cara de quem mamou o sal e o limão sem a tequila cada vez que tenho o infortúnio de me cruzar convosco.  

Tenho o corpo todo marcado e isto não vai lá com conversas! Vou ali benzer-me à Sé e já volto.


Catarina Vilas Boas

P.S.: Isto não é um recado, é um desabafo. As lindas não lêem este blog.


You may also like

Sem comentários :

Digam-me de vossa justiça, revolucionários, obstinados, rebeldes e insurrectos.

Com tecnologia do Blogger.